A Dieta Durante a Gestação

Provavelmente seu obstetra já te informou sobre isso, mas não precisa ficar preocupada ou assustada porque será detalhes mínimos e uma alimentação nada fora do comum.

Como a gravidez é um período muito delicado, o corpo acaba exigindo um pouco mais de alguns nutrientes para conseguir conduzi-los até o bebê sem afetar a saúde da mãe.

Primeiro de tudo, vamos conhecer os principais nutrientes que você irá precisar durante todo seu período de gestação. Sabemos que todos são muito essenciais para uma boa saúde, mas alguns possuem uma intensidade um pouco maior no nosso organismo.

1 – Ácido Fólico

Esse ácido, que nada mais do que a vitamina B9, é responsável pela formação do tubo neural do bebê. Os obstetras aconselham sua ingestão frequente a partir do terceiro mês de gestação, onde o desenvolvimento ósseo do bebê se inicia e esse ácido age prevenindo que o bebê possa ter algum tipo de má formação no crânio e na sua parte neural. Ele é o primeiro nutriente que precisa ser incluído na sua dieta.

2 – Cálcio

O cálcio funciona como um fortificante para os ossos e dentes, tanto do bebê quanto da mãe, e também é responsável pelo desenvolvimento dos nervos e dos músculos do pequeno, e também ajuda muito no controle cardíaco do coraçãozinho do seu pequeno. Ele é o principal nutriente responsável pela formação dos ossos do bebê durante a gestação.

3 – Ferro

Esse nutriente é muito importante pelo fato de ser responsável pela produção de hemoglobina, molécula principal dos glóbulos vermelhos, o que ajuda no aumento sanguíneo durante a gravidez e evita o surgimento de anemia ou qualquer outro problema associado ao sangue.

É importante sua presença durante todo o desenvolvimento do pequeno – alguns casos, até após o nascimento – para um bom desenvolvimento do sistema nervoso, e também vai ajudar no ganho de peso do pequeno. Sua ausência é muito perigosa por afetar a formação nervos e acabar causando até perda de peso no bebê. Ou seja, mesmo se você estiver mantendo uma dieta balanceada e certa, o bebê não vai conseguir ganhar peso se ele não estiver recebendo esse nutriente na quantidade adequada.

4 – Zinco

Além de ajudar no desenvolvimento neurológico do pequeno, o zinco também colabora para um bom metabolismo da mãe. Se o metabolismo estiver estável e com bons resultados, isso significa que a saúde materna também estará boa, afetando também a saúde do pequenino.

Sua falta pode causar má formação neural e, também, o baixo peso após o nascimento.

5 – Proteínas

As proteínas são essenciais até quando se não está gestante. Elas são responsáveis pela formação da placenta e pelo bom funcionamento e desenvolvimento dos órgãos do bebê, impedindo que as complicações possam afetá-los com mais facilidade.

Elas também ajudam a fortificar os músculos e nervoso do bebê.

Conhecendo as proteínas, vamos para os alimentos!

Agora que você já está ciência sobre todos os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento do bebê, vamos descobrir em quais alimentos são encontrados cada um desses nutrientes. Por mais que muitas mamães já devem saber, é sempre bom dar uma relembrada para não correr o risco de esquecer de nada.

Ácido fólico:

 – Espinafre;

 – Flocos de milho;

 – Fígado de vaca frito;

 – Feijão;

 – Salsa;

 – Espargos;

 – Couve-de-bruxelas;

 – Feijão-Frade cozinho;

 – Brócolis;

 – Couve manteiga.

 Cálcio:

 – Ovos cozidos;

 – Lentilhas;

 – Leites e derivados;

 – Sardinhas;

 – Ameixa seca;

 – Açafrão;

 – Abacate;

 – Feijão branco;

 – Amêndoas;

 – Laranja;

Ferro:

– Fígado e miúdos;

 – Frutos do mar;

 – Carne vermelha;

 – Gema de ovo;

 – Feijão;

 – Hortaliças (couve, espinafre, agrião, etc.);

 – Tofu;

 – Chocolate amargo;

 – Amaranto;

 – Sementes de abóbora.

Zinco:

– Camarão;

 – Castanhas;

 – Grão-de-bico;

 – Amendoim;

 – Carne branca;

 – Ostras;

 – Sementes de linhaça;

 – Noz peca.

Proteínas:

 – Peixes;

 – Frango;

 – Carne vermelha;

 – Queijos;

 – Salmão;

 – Atum;

 – Soja;

 – Grãos;

 – Farinha de trigo;

 – Ovos.

Muita variedade de alimentos, concorda? Agora, você não tem mais desculpas para impedir que pelo menos um desses alimentos que possuem os nutrientes necessários para uma boa gestação estejam presentes no seu prato.

As guloseimas são permitidas com moderação!

Sabe aquela imensa vontade de comer um docinho no fim do dia ou algo bem gostoso, mas que infelizmente está fora da sua dieta? Saiba que se comer com moderação e apenas uma vez não há problema algum.

Geralmente, lanches, frituras e doces são os alimentos mais escolhidos para matar esse tipo de vontade, certo? E também sabemos que eles não são nada saudáveis se comer em excesso. Portanto, lembre-se sempre de se controlar quando ver aquela enorme pizza ou aquele bolo de chocolate delicioso bem diante dos seus olhos, mamãe.

WhatsApp chat