Roupinhas para Batizado: Tecidos e seus Detalhes

Todos nós sabemos que as vestes para batizado infantil se modernizaram e mudaram bastante conforme o tempo foi passando, e a igreja católica também foi vítima dessa mudança. Antigamente, os mandriões eram as principais vestes que os futuros batizados vestiam no dia da celebração do ato, uma grande camisolinha coberta por rendas e detalhes sutis, utilizada tanto em meninas como em meninos.

Porém, nós sabemos que o mundo está em constante evolução e as mudanças sempre afeta todos os lados. A diversidade nos looks dos bebês foi aceita dentro da igreja católica permitindo que outras peças para os pequenos fossem possíveis de se vestir ara o batizado, possuindo a mesma sutileza e delicadeza que há no mandrião.

Nos artigos anteriores, nós falamos bastante sobre as peças que são ideais para esses momentos, sobre cores e detalhes que elas devem possuir também, porém nunca nos aprofundamos nesses tipos de detalhes. E como ainda tem muitas mamães com bastante dúvidas e receito sobre o assunto, esse artigo é especialmente para te tranquilizar e te esclarecer tudo que precisa saber sobre os tecidos ideais e os detalhes que os trajes dos pequenos devem ter para o dia mais importante da vida deles.

Quais tipos de tecidos os trajes devem possuir?

Lembrando que o evento representa a aliança do bebê com Cristo e que a presença do Espirito Santo é real durante a cerimônia, os tecidos devem ser confeccionados com mais delicadeza e refinamento, trazer um ar mais leve e mais sutil sobre o pequeno, que é exatamente o que um bebê emana por natureza: inocência e pureza.

Escolha tecidos que são leves, frescos e que não vão causar incomodo no seu pequeno, algo que seja muito rustico ou pouco maleável. Como tecido principal a cambraia de Linho, Dupioni, Fustão, Algodão, Linho, Honan, Seda e Cetim são os principais tecidos para confeccionar vestidos e blusinhas sociais. Eles são basicamente os tecidos base das peças.

As rendas podem ser o tecido principal no traje, o que não é muito aconselhável pelo fato de ser um tecido mais delicado e com maior facilidade para desfiar. Por esse motivo, sempre aconselhamos utilizá-la por cima de um outro tecido de estrutura mais encorpada.

Para dar os acabamentos finais no vestido da menina como um volume ou um detalhe sobre o outro vestido, os tecidos precisam ser mais finos e leves.

No caso dos forros Poliéster, Viscose e Bemberg são ótimos para dar um acabamento interno nos vestidos e saias das meninas, mantendo o baixo volume e trazendo um conforto maior no traje. A Alpaca também pode ser encontrada como forro, porém em trajes confeccionados especialmente para dias frios ou para o inverno por ser um tecido mais grosso e isolante, ou seja, ele facilmente consegue isolar o calor natural do bebê impedindo que ventos de temperaturas baixas adentre os tecidos do traje. O cetim também pode ficar entre os tecidos escolhidos para o forro, porém não é uma opção muito procurada por correr o risco de grudar na perna da criança se caso houver algum tipo de transpiração e o tecido entrar em contato com a área úmida. Isso com certeza não seria algo nada confortável.  

Se caso for dar um volume no vestido, camadas de Organza, Tule, ou Crinol são ótimas para conseguir dar aquele ar de princesa para o traje. Esses tecidos são os mais indicados pelo fato de serem leves, finos e de estrutura um pouco mais encorpada. O único entre esses tecidos que possui um caimento um pouco mais pesado é o Tule, dependendo da quantidade de algodão introduzida em sua estrutura o seu peso acaba sendo um pouco maior, porém nada que venha ser desconfortável.

Nas vestes masculinas não é obrigatório o uso de forros, pois todo seu revestimento já é unicamente confeccionado para manter o pequeno confortável e não haver nenhuma transparência, o que pode ocorrer no caso das saias dos trajes femininos das pequenas. As camisas sociais podem ter o tecido mais finos e leves, nada que seja transparente ao ponto de precisar usar outra blusa ou o forro por baixo.

Quais são os tipos de rendas que posso escolher par ao traje de batizado?

Como a renda é um tecido mais delicado e geralmente confeccionado diretamente para o público feminino, há pouquíssimos trajes com detalhes no tecido para os meninos. Se forem encontrados, provavelmente os detalhes serão muito discretos e pequenos como nos ombros, barras das mangas ou pontas da gola.

Para as meninas a renda é algo muito mais presente nos trajes, principalmente quando se trata de trajes formais que são diretamente voltados para eventos como casamentos ou batizados, o que é nosso caso nesse momento.

É importante saber o tipo de renda que queira usar para encontrar a que mais achar que combina com sua menina, contando também com a qualidade e textura que seja da sua preferência.

Algumas mamães ainda não sabem, mas existe variedades de rendas. Separamos alguns tipos para mostrar a você:

Renda chantilly

Essa renda possui um toque mais refinado, romântico e com detalhes geralmente florais, sem contar que sua leveza é incomparável. Motivo? Seus fios são confeccionados com seda, sendo aí a resposta para tamanho conforto e delicadeza.

Geralmente encontrado em vestidos de noite, a renda chantilly pode também ser uma opção para cobrir a saia do vestido da pequena ou dar detalhes ao busto. Porém, esse tipo de renda possuir um valor um pouco salgado, o motivo para ser a menos escolhida apesar de sua beleza incomparável.

Renda Guipir

Essa renda é a mais versátil entre todas as rendas, pois combina com todos os tipos de trajes e cortes de peças. Ela é um pouco mais rustica do que a chantilly, bordada com detalhes mais marcantes e salientes, com o tecido mais encorpado e pesado comparado a todas as outras rendas.

Ele é ótimo para dar um acabamento lindo no busco do vestido da menina, principalmente se for de uma tonalidade um pouco mais escura que a do tecido inferior, trazendo um lindo contraste para a peça.

Renda com Elastano

Essa renda é a mais famosa no meio dos vestidos que costumamos ver nas lojas do nosso bairro ou shopping, é a famosa “rendinha” que encontramos nas bordas das mangas e nas barras dos vestidos.

Ela é trabalhada no elastano, um pouco mais simples, porém charmosa e com um toque romântico pelo fato de também possuir desenhos florais como na renda chantilly, sendo uma ótima opção se você quiser utilizar a chantilly, mas achar que seu valor não está dentro do seu orçamento.

Tule Bordado

Sabemos que o assunto é voltado para rendas, mas o tule bordado não fica fora dentre as escolhas da categoria. Motivo? Seus bordados de confecção perfeita e delicada, seus acabamentos lindos e que dá um estilo muito sofisticado para o tule acaba dando a ele seu lugar entre as rendas.

Ele geralmente é encontrado com desenhos de flores, arabescos e formas aleatórias dando um charme único e totalmente sofisticado sem perder a sutileza, sendo encontrado no branco puro ou colorido.

Quais cores eu devo utilizar nos trajes para o batizado do meu filho?

Apesar de já termos comentado esse assunto em um dos artigos passados, não custa nada relembrarmos aqui.

As cores precisam coincidir com o momento e com o bebê. Bebês representam paz e inocência, pureza e tranquilidade, e o Espirito Santo e Cristo são representados como símbolos de paz e pureza também. Portanto, nada melhor do que representar tudo isso com cores claras e sutis, certo?

Antigamente era muito usado o creme, champanhe e o branco nos mandriões, porém outras tonalidades foram sendo incluídas conforme o tempo foi passando. Agora, cores com tons claros e pastéis são muito presente nos trajes, principalmente o Off-White.

Rosa-bebê, azul-claro, amarelo, lilás, verde-água, canela, creme, essas são uma das opções que mais estão sendo utilizadas nos trajes dos pequenos para o batizado.

Ah! E se caso você quiser incrementar algum detalhe escuro, deixe para os bordados ou rendas, ok? Mas nada que seja muito extravagante, hein! E já adiantamos que o preto ou cores muito escuras se frias estão fora de cogitação nesse momento.

Quais tipos de detalhes os trajes para batismo devem possuir?

Um dos detalhes principais são as rendas, elas darão total charme para os trajes das meninas. Fitas de seda para amarrar na cintura, laços de cetim, brilhos, lantejoulas, bordados e detalhes em confecções nos próprios tecidos são os detalhes mais procurados para dar um toque especial no look das crianças.

Tente manter a sutileza e delicadeza em todos os detalhes, eles precisam ser discretos e o suficiente para dar um charme especial no traje. Nada de detalhes muito extravagantes que podem acabar ficando pesados ou invés de elegantes e sutis.

No caso das roupinhas masculinas, os bordados podem ser nas manguinhas, golas, barras ou em um dos lados da blusa. Geralmente os trajes masculinos não costumam ser muito detalhados com brilhos ou detalhes que vão nas vestes das meninas, possuindo cortes mais refinados e estilos de trajes com uma confecção mais precisa e atenciosa.

Cuidado com os acabamentos, mamães!

Os acabamentos de todos os trajes é algo muito importante, principalmente quando se trata de costuras invertidas e linhas um pouco mais encorpadas.

Antes de comprar o traje para seu pequeno, certifique-se de que a costura é boa e trabalhada. Algumas confecções podem ter o acabamento não muito cuidadoso, resultando em um possível incomodo, alergia e até cortar a pele da criança dependendo da forma que o acabamento estiver finalizado. Há muitas linhas que costumam ser ásperas para a pele do bebê, o que provoca as famosas assaduras e vergões repentinos que você pode não saber de onde surgiram.

Portanto, certifique-se sempre que a costura possui um toque suave e está muito bem finalizada em todos os cantos da peça, pois acidentes é a última coisa que queremos para os pequenos.

WhatsApp chat