Método BLW: Saiba como Introduzir o Método na Rotina do Seu Filho.

Você já ouviu falar nesse novo método alimentar que está bombando no mundo materno? Provavelmente, deve estar se perguntando que método tão famoso e inovador é esse de alimentar seu filho, certo? Pois bem, você encontrou o artigo certo para te esclarecer e dizer tudo sobre o método BLW.

O BLW nada mais é do que o método de permitir que os bebês se alimentem entrando em contato direto com o alimento, ou seja, sem ajuda de colheres ou qualquer outro objeto de ajuda para a alimentação. Você pode achar estranho, mas saiba que esse método é muito bom para ajudar seu filho a desenvolver seus movimentos e poder conhecer novas texturas; ele facilmente vai conseguir diferenciar a textura lisa e escorregadia de um macarrão para uma textura mais macia e com gruminhos como a poupa de uma melancia, por exemplo.

Nesse artigo separamos 8 tópicos específicos de dúvidas que muitas mamães acabam tendo quando nós tratamos desse assunto, e eu tenho certeza que você vai adorar conferir tudo que separamos com muito carinho para enriquecer seu conhecimento e te deixar atualizada sobre essa nova maneira de alimentação dos bebês.

Animada para conhecer coisas novas? Então, permaneça aqui conosco, e vamos para os tópicos.

1 – Afinal, o que exatamente envolve o método BLW?

Antes de nós entrarmos com detalhe sobre tudo que está introduzido nesse método, vamos te explicar o significado dessas três letrinhas: BLW.

O método BLW significa “Baby Led Weaning” traduzido para nossa língua portuguesa, “desmame guiado pelo bebê”. Esse método traz uma nova experiência para o pequeno, oferecendo a comida que você geralmente come para ele e dando a oportunidade dele experimentar novas sensações e texturas, algo que já citamos um pouco mais acima.

Seu bebê pode começar a praticar o método assim que alcançar o sexto mês de vida, quando já está acostumado com o sabor dos alimentos e com novas texturas como a sopinha um pouco mais grossa e a poupa das frutas, e também pelo fato dele já estar com certo entendimento para poder associar o alimento que você estiver comendo com a sopinha ou comida que você prepara para alimentá-lo.

As colheres ou qualquer outro instrumento que você tem o costume de utilizar para alimentar seu filho, já podem ser descartadas temporariamente durante o período do BLW.

2 – Tenho medo do meu pequeno engasgar. O que eu faço?

O engasgo é muito comum de acontecer quando o bebê está se familiarizando com os alimentos e com as novas texturas que o mesmo pode trazer, e é aconselhável que a mãe ou qualquer outro adulto fique perto durante as refeições da criança.

Se você não conseguir acompanhar a alimentação do seu pequeno do começo até o fim, tente deixar a comida de uma maneira meio termo, nem tão mole e nem tão solida ou com grãos e gruminhos muito grandes como grãos de arroz, milho, ervilhas ou qualquer outro tipo de cereal que possa ir direto par ao esôfago da criança e causar algum tipo de acidente que, para ser sincero, ninguém espera que aconteça, não é mesmo.

Se caso seu pequeno se engasgar mesmo sob sua vigia, temos duas opções para você poder salvar o seu pequeno: 1) levante os bracinhos para liberar a passagem do ar entre a traqueia e o esôfago podendo dar um tipo de “impulso” maior do causador do engasgo e facilitando sua saída; 2) Faça uma espécie de concha com sua mão e bata no centro das costas do seu pequeno sem colocar peso, deite-o em seu colo de barriga para baixo de preferência, dessa forma o alimento conseguirá sair mais rapidamente.

3 – Queria introduzir frutas no método BLW. Quais frutas seriam ideias?

Sabemos que todas as frutas são muito saudáveis para os bebês e para as crianças, mas para o método BLW precisa ter um pouco mais de atenção.

As frutas muito pegajosas e escorregadias como kiwi, bananas, mangas e caqui, precisam estar um pouco imaturas e cortadas em pedaços grandes, pois eles são muito fáceis de escorregar das mãos e se estiverem muito maduras podem acabar se desfazendo entre os dedinhos do seu filho por ele não ter total controle de sua força ainda.

Maçã, peras, abacaxi, melancias e uvas, por exemplo, são frutas muito firminhas e macias que podem ser pegadas com mais firmeza pelos seus pequenos sem correr o risco de virarem um purê nas mãos dos mesmos. E se você ainda estiver com um pouco de insegurança, pode cortar essas frutas em pedaços menores, e a retirada da casca é válida para os bebês que ainda não possuem os dentes traseiros já nascidos, podendo correr o risco de não mastigar muito bem e acabar se engasgando pela casca ter decido direto na garganta.

4 – Meu filho não quer tomar água ou suco após as refeições, devo insistir?

Se você percebe que seu pequeno não sente falta de líquidos enquanto está comendo, principalmente se a comida for frutas, não precisa se preocupar ou insistir para ele beber agua ou sucos. As frutas possuem muita água e são ricas em vitaminas, indiretamente elas já suprem essa necessidade de líquidos durante a alimentação do seu pequeno.

Os bebês dão sinais muito claros quando querem as coisas ou precisam de algo, seu filho vai resmungar ou indicar que está com sede, então não há necessidade de força-lo beber algo sem sua vontade.

Agora, se ele comeu comidas com muito pouco liquido e mesmo assim não quer tomar líquidos para se hidratar, tente intercalar as comidas sólidas no almoço com as mais liquidas durante a janta, oferecendo pequenas quantidades de água para mantê-lo hidratado durante os intervalos das refeições. Sem forçar as coisas, ok? Tudo no momento dele e sempre respeitando suas vontades, mamãe.

5 –  Devo me preocupar se o bebê fizer muita sujeira?

A sujeira já é algo muito obvio quando o assunto é alimentação a base do método BLW, afinal seu pequeno estará comendo com as próprias mãos e com certeza irá se melecar todinho com a comida que você preparar para ele. Portanto, sempre prepare um ambiente com paninhos e toalhinhas, coloque babador no seu pequeno e deixe-o fazer a festa!

Se caso houver muita sujeira, que é o caso de os bebês acabarem por bater na comida e espirrar por todo o lado, respire fundo e tenha paciência! Sabemos que é chato ficar limpando o tempo todo, mas você precisa lembrar que se escolheu inserir o método BLW na rotina do seu pequeno deve se acostumar com as consequências negativas assim como irá se acostumar com as positivas também.

Uma dica bacana para que a sujeira fique somente na superfície e seja facilmente removida, coloque um plástico grande sobre o local que seu bebê irá se alimentar e deixe-o sobre o plástico, dessa forma a comida irá cair por cima e será facilmente removida após a refeição do seu pequeno.

6 – Quando devo introduzir os talheres no método BLW?

Os talheres vão ser as últimas coisas que você deverá se preocupar no momento. Eles só vão entrar na rotina do seu pequeno a partir do primeiro ano de vida, onde ele já terá o controle dos seus movimentos e conseguira pegar os alimentos com talheres e até espetá-los com um garfo infantil, aqueles com as pontinhas mais arredondadas e mais curtas, feito de plástico.

Antes do primeiro ano do seu pequeno, deixe os talheres longe e deixe-o aproveitar o melhor de sua alimentação descobrindo as texturas com suas mãozinhas ao mesmo tempo que exercita suas articulações das mãos.

7 – Qual é a estimativa de tempo que o pequeno vai levar para se alimentar?

Como o método BLW é algo totalmente inovador para seu pequeno, pode demorar bastante no começo. Como vai ser novas sensações e texturas, seu pequeno vai tentar compreender o que é aquilo antes de pensar em experimentar colocando na boca, podendo ficar até horas observando e “brincando” com o alimento antes de, finalmente, se alimentar com ele.

Depois de já se familiarizar, o tempo encurta e seu pequeno pode até reclamar querendo mais um pouco de comida por achar aquela sensação nova e muito gostosa!

WhatsApp chat