O que é preciso para ser padrinho de batismo?

Padrinho Batismo

Introdução

Ser padrinho ou madrinha de uma criança é uma responsabilidade e tanto. Você será o guia e ajudante dos pais na vida espiritual e pessoal do seu afilhado. É por isso que, ao pensar em alguém para ser padrinho/madrinha de um bebê, os pais precisam ter certeza de que a pessoa é a certa para tamanha tarefa.

Existem algumas regras essenciais que ajudam e muito os pais a decidirem qual é a melhor escolha para apadrinhar seus filhos durante o batismo. Vamos descobrir quais são elas?

1.   Ser chamado pelos pais da criança

Essa é a primeira regra. Não se pode auto convidar para ser padrinho ou madrinha de alguém. É necessário que o convite seja espontâneo e que os pais pensem e cheguem à conclusão natural de quem é a melhor opção. A escolha do padrinho ou madrinha é muito importante e deve ser levada a sério, tanto pelos pais, quanto pelas opções. Além disso, a honra é muito maior quando naturalmente a pessoa é pensada na hora da escolha e não através de pedidos insistentes.

2.   Ter dezesseis anos ou mais

Muitas vezes os pais pensam em irmãos ou tios da criança que ainda não completaram dezesseis anos. É possível que parentes sejam padrinhos da criança, mas eles não podem ter menos de dezesseis anos completos. Isso porque podemos imaginar que antes dos 16 anos a maioria das pessoas não tem condições de apadrinhar uma criança corretamente. Seja por inexperiência ou por não seguir uma vida de fé cristã. Dessa forma, tenha em mente que o seu padrinho ou madrinha deve ter, pelo menos, 16 anos.

Veja alguns modelos de vestidos para mães e madrinhas em nossa loja

  • Vestido Midi Tati Branco e Rosa em Renda Bordada Alcinha Elegante Mães Madrinhas Batizado Noivado Premium Luxo
    OFERTA!
    Frete Grátis
    Vestido Midi Tati Branco e Rosa em Renda Bordada Alcinha Elegante Mães Madrinhas Batizado Noivado Premium Luxo
    R$429,90

3.   Seja batizado e católico

O papel do padrinho e madrinha da criança é manter o caminho da fé e os ensinamentos religiosos e cristãos vivos na sua alma. Portanto, é imprescindível que ambos sejam batizados, católicos e, podemos acrescentar aqui, que praticam de fato a sua religião.

Pense só, se os padrinhos forem de outra religião ou não forem batizados, não podem cuidar e manter o afilhado dentro dos ensinamentos religiosos da fé católica. É apenas questão de lógica.

  • Produto em promoção
    Conjunto Infantil Menino Camisa Manga Longa Calça Sarja Gravata e Suspensório Branco Bege Preto
    6 % OFF no conjunto
    Conjunto Infantil Menino Camisa Manga Longa Calça Sarja Gravata e Suspensório Branco Bege Preto
    R$339,90
  • Vestido infantil bebê batizado com faixa rosa Mandrião Renda Branco Touca Luxo
    Vestido Isabella Infantil Bebê Batizado com Faixa Rosa Mandrião em Renda Chantilly Branco Touca Luxo
    R$349,90
  • Vestido Isis infantil bebê batizado Mandrião Renda Manga Princesa Branco Luxo
    Vestido Isis infantil bebê batizado Mandrião Renda Manga Princesa Branco Luxo
    R$319,90
  • Mandrião Valentina Manga Longa Vestido Infantil Bebê Batizado Renda Branco +Touca Luxo
    Mandrião Valentina Manga Longa Vestido Infantil Bebê Batizado Renda Branco +Touca Luxo
    R$349,90
  • Produto em promoção
    kit batizado body calca gravata colete
    Linho
    5 % OFF no conjunto
    Conjunto Batizado Casamento Premium infantil menino com Body Calça Colete Gravata Bege
    R$389,90

4.   Seja casado de acordo com o catolicismo

Padrinhos ou madrinhas que sejam casados apenas no civil, que sejam separados ou divorciados, ou que não sejam casados, mas vivem juntos, não podem apadrinhar na igreja católica. Caso seja de sua preferência, é possível levar o assunto até o responsável pela igreja em que se realizará o batizado. É possível que mesmo assim os padrinhos não sejam aceitos, por não estarem de acordo com o que é professado na fé cristã. Portanto, sempre leve em questão esse ponto antes de fazer o convite ao padrinho ou madrinha.

5.   Leve a sério sua fé

Por fim, é necessário que o padrinho ou madrinha sejam ativos na fé católica. Isso quer dizer que eles precisam ter uma fé forte e professada na sua rotina, na sua vida. Lembre-se sempre que são eles que guiarão o seu filho ou filha pelo caminho do catolicismo. Portanto, tenha em mente que é necessário padrinhos e madrinhas que sigam as regras de uma boa vida cristã, que frequentem a igreja e que participem da comunidade católica em geral.

Os padrinhos precisam ser um casal ou podem ser duas pessoas que não são casadas?

Essa escolha fica livre para os próprios pais decidirem. Respeitando as 5 primeiras regras que falamos anteriormente, escolher um casal ou duas pessoas que não tenham um relacionamento é possível.

Os padrinhos podem ser parentes da criança?

Sim, desde que não sejam os próprios pais é possível até mesmo chamar irmãos, tios, primos, cunhados e etc para apadrinharem a criança.

Os padrinhos precisam escolher a roupa de batizado do afilhado?

Se você como pai ou mãe da criança quer contar com a ajuda dos padrinhos na hora de escolher a roupa do batismo, é necessário que você informe isso para os escolhidos. Essa tradição, muito praticada antigamente, hoje em dia não é tão comum. Portanto, para não serem pegos de surpresa, é necessário conversar com os padrinhos para que vocês entrem em um acordo sobre o assunto. De forma geral, a maioria das pessoas fica feliz em poder participar de uma escolha tão importante.

Se você tiver alguma ideia específica de roupa, um modelo mais clássico ou moderno, converse com os padrinhos. Quem sabe eles também têm ideias e inspirações que podem te interessar?

Caso você ainda não saiba o que escolher, deixaremos aqui algumas inspirações interessantes para você seguir:

  • Vestido infantil bebê batizado com faixa rosa Mandrião Renda Branco Touca Luxo
    Vestido Isabella Infantil Bebê Batizado com Faixa Rosa Mandrião em Renda Chantilly Branco Touca Luxo
    R$349,90
  • Vestido Heloísa infantil bebê batizado Mandrião Renda Branco Touca 3 peças Luxo
    Vestido Heloísa infantil bebê batizado Mandrião Renda Branco Touca 3 peças Luxo
    R$339,90
  • Produto em promoção
    Conjunto de Batizado infantil menino com Bermuda Linho Camisa Manga Curta e gravata Bege
    Linho
    6 % OFF no conjunto
    Conjunto de Batizado infantil menino com Bermuda Linho Camisa Manga Curta e gravata Bege
    R$299,90

 

Escolher padrinhos e madrinhas é uma tarefa de muita importância e que envolve muita reflexão. São eles que acompanharão a criança durante toda a vida e servirão de guias para o aspecto religioso.

Sabemos bem como contar com essa ajuda é valioso para os pais. E para te ajudar em outro aspecto, pode contar com a AuHe Kids Moda infantil . Nossa loja online conta com as melhores peças para o batizado da sua menina ou menino. Para checar nossas peças, clique aqui e veja nossa loja online. Atendemos com todo o conforto e segurança possíveis para levar até você as melhores roupas infantis.

Qual é o papel da madrinha de batismo?

O que é preciso para ser padrinho de batismo?

Um dos papéis mais importantes no momento do batizado de um bebê é o da madrinha de batismo, mas há quem até esteja destinada a ser essa figura e não conhece bem sobre qual é a sua responsabilidade.

A madrinha é aquela figura feminina que deve comprometer-se a cuidar e a proteger o bebê, a partir do momento em que é realizado o ritual do batizado e apadrinhamento.

Aqui neste artigo, falaremos mais a respeito do papel da madrinha de batismo e das responsabilidades que ela assume como essa figura para aquela criança que está começando a vida.

A madrinha de batismo

A madrinha de bastimos é aquela mulher que deve acompanhar a criança no momento do ritual de batismo, a partir do qual ela assume uma relação direta com seu afilhado.

Essa figura feminina não está ali apenas por mera formalidade na hora do batizado, ela está comprometendo-se também com aquela criança a partir daquele ritual de apadrinhamento.

Passa a ser responsabilidade da madrinha dar assistência e auxiliar na educação do seu afilhado, em uma espécie de “segunda imagem materna” que aquela criança terá.

O próprio termo “madrinha” na verdade, origina-se do latim “mater”, ou “mãe”, em língua portuguesa, então ela será sim uma forma de “segunda mãe” do bebê ao longo da sua vida.

Aqui no Brasil, além do termo madrinha de batismo, é comum também que ela seja conhecida como “dinda”, uma maneira carinhosa dos afilhados chamarem essas mulheres.

No tópico a seguir, veja mais a respeito da responsabilidade destina às madrinhas no batizado.

Ser madrinha de batismo é uma enorme responsabilidade

Um ponto muito importante a respeito do papel de madrinha de batismo é que quem resolve aceitar o convite deve ter em mente que é mais do que uma mera formalidade, é uma responsabilidade que deve ser assumida.

A madrinha que vai ser escolhida pelos pais para os seus filhos não deve ter como base apenas a relação de amizade ou familiar, é necessário bem mais.

Você deve buscar por alguém que realmente tenha os requisitos e que você saiba que irá apoiar o seu filho desde aquele momento até o restante da vida dele.

A madrinha, e também o padrinho, deve atuar aconselhando o afilhado, auxiliando-o nos momentos de vida, inspirá-los com bons exemplos, e ser um suporte caso essa pessoa venha a perder os pais, por exemplo.

A tarefa da madrinha vai muito além de apenas acompanhar o bebê até o altar para o momento do batizado, ou ainda participar ativamente do período pós-batismo, entre família e amigos.

A madrinha no momento do batizado

Durante a cerimônia do batizado, a madrinha possui também uma função importante e deve-se conhecer qual é ela para saber como agir nesse momento tão especial.

A madrinha deve, na hora de celebrar o batismo, comprometer-se a acompanhar o crescimento da criança na sua vida cristã, por isso madrinha pode ser vista também como “a mãe na fé”.

O padre, na hora de batizar a criança, exige da madrinha e do padrinho que eles comprometam-se a auxiliar na criação e no auxílio do afilhado, tanto por meio da fé quanto da palavra e do exemplo.

Para ser madrinha, é preciso passar por alguns requisitos, como:

  • Ter a comprovação de que participou dos encontros preparatórios, que é como são conhecidos os “cursinhos de batismo”, para madrinhas e padrinhos (a dinâmica desses encontros e a validade do certificado emitido varia de acordo com paróquia no qual eles serão realizados e os homens e mulheres que atuaram nesses papéis no batizado devem preparar-se para fazer parte deles)
  • Ter sido batizado na igreja católica
  • Ser fiel aos preceitos da igreja
  • Ter feito 16 anos completos, o que é importante porque garante que aquela pessoa tem a maturidade exigida para assumir o seu papel
  • Pessoas que sejam vinculadas a outras religiões não podem exercer o papel de madrinha, mas podem atuar como testemunhas cristãs da criança em seu batismo

Tudo isso precisa ser muito bem conhecido antes que você aceite ser madrinha de uma criança ou antes de chamar uma pessoa querida para atuar como madrinha de batismo do seu filho ou filha.

Como você viu, a madrinha de batismo é uma figura extremamente importante para uma criança e os seus pais, por isso deve-se buscar saber ao máximo a respeito do papel exercido por ela antes de participar do batizado.

Neste texto, você conheceu mais sobre qual é o papel que tem a madrinha do batismo, que deve auxiliar o bebê desde o momento do batizado até a vida adulta, dando apoio através de ações, exemplo e palavras na vida cristã.

E chegamos ao fim do nosso post! Se você quer saber mais sobre o rito do batizado, quais roupas utilizar para você e seu bebê e muitas outras dicas, recomendo que você leia O que é preciso para ser padrinho de batismo? e Mandrião: o que é e porque usar no batizado?