Mandrião no Batizado

O mandrião é uma peça utilizada há muito tempo nos batismos das igrejas católicas. Uma veste semelhante a uma pequena camisola de cetim, com uma longa cauda e vários forros internos para dar volume ou apenas um único forro, ele geralmente era encontrado somente nos tons branco, bege e creme.

O traje representa a pureza e inocência dos bebês e a presença do Espirito Santo no momento do batismo, o qual simboliza uma aliança que o bebê está fazendo com Deus, o tornando a partir daquele momento 100% responsabilidade do Senhor, e sua vida já não pertenceria mais aos pais, eles apenas seriam os “mentores” para o guiar no caminho do cristianismo.

O Mandrião é obrigatório?

O mandrião era uma obrigação se usar nos tempos antigo, mas como a modernidade foi entrando nas igrejas e muitas regras foram sendo reformuladas, o mandrião agora é apenas uma opção de veste para essa ocasião. O traje também pode ser encontrado em diversas tonalidades claras atualmente, mantendo em grande escala ainda o branco e Off-White.

Atualmente, se você for procurar pela peça para utilizar no batizado do seu filho você consegue encontra-lo em modelos um pouco mais sofisticados e modernos, com detalhes mais refinados, bordados e barras diferenciadas, até o tamanho da saia você consegue encontrar com um tamanho bem menor do que o tamanho tradicional. Rendas, bordados, detalhes em brilho, lantejoulas, pérolas, lacinhos, outros tipos de tecidos também, tudo isso você pode encontrar na peça hoje em dia.

O Mandrião foi popular nos batizados

Seu uso foi popular nos batizados depois que a rainha Vitória, a soberana, no ano de 1841, batizou sua amada filha com a veste. Depois desse ato, todas as mamães que foram batizar seus pequenos quiseram utilizar a veste para a cerimônia.

Pois é, até mesmo os mandriões já fizeram parte da história do mundo!

Conforme o tempo foi passando, outras vestes foram incluídas durante os batismos como trajes formais, vestidos, conjuntinhos sociais, etc.

Curiosidade sobre o Mandrião

Uma curiosidade muito interessante dos mandriões, as famílias costumavam usá-los como modo de tradição, pois ele era passado de geração para geração. E sim, ele era vestido tanto nos meninos quantos nas meninas, representando um laço com os descendentes e levando a frente aquela tradição. Porém, o detalhe mais interessante que vamos te revelar era um pequeno bordado na barra da veste, o qual havia nomes de todos os bebês que já usaram aquele traje. Ou seja, sim, há possibilidades do seu pequeno usar o mesmo mandrião que sua bisavó usou, sua avó, mãe e até você usou durante seu batizado.

Se caso a rainha Elizabeth seguiu essa tradição, então você já imagina o tanto de nomes que deve ter bordado na barra do traje, hein!

Mandrião é confortável para o bebê?

O mandrião, apesar de aparentar ser uma veste meio que “desconfortável” ela é totalmente o contrário do que pensamos. Por possuir tecidos leves e confortáveis como o cetim e algodão, o bebê se sente acolhido e protegido dentro da veste, ainda mais pelo calor estar isolado e trazer um aconchego, há muitos momentos que eles até dormem durante a cerimônia de tamanho conforto. Vendo o tamanho dessa saia e os forros internos que devem ter nela, até nós ficamos com vontade de experimentar esse soninho, né mamães?!

Hoje em dia, depois da reformulação das regras e de trazer um pouco mais de liberdade referente as vestes para o batismo, o mandrião ficou um pouquinho de lado e só as famílias mais conservadoras e que não gostam de fugir das tradições que utiliza o traje nos bebês, e nós entendemos por que dessa insistência. É um sentimento muito único quando você observa seu filho utilizando uma pesa que já foi da sua avó ou da sua mãe, traz aquela nostalgia gostosa que chega até a marejar os olhos se você for uma mamãe muito sensível.

Onde encontrar mandrião?

Você pode encontrar a peça nas lojas especializadas em roupas para bebê ou lojas católicas que trabalham com produtos infantis também, e é claro que lojas especializadas como a nossa aqui do site também é uma das primeiras opções para se encontrar com maior facilidade um belo mandrião. Aliás, não se esqueça de clicar na nossa categoria de batizados e verificar os mandriões que temos disponíveis, tenho certeza que você irá se apaixonar!

Algumas mamães mais modernas e diferenciadas gostam de pegar um modelo de roupinha, no caso das mamães de meninas, e enviar para a costureira fazer uma espécie de mandrião semelhante ao estilo da roupinha, do vestido por exemplo. Ela pode produzir o mesmo modelinho com todos os detalhes, porém trocando as cores escuras pelo branco ou Off-White, substituindo os detalhes rústicos por alguns mais delicados e discretos. Pois é, ninguém segura uma mamãe criativa!

Mandrião para meninos

No caso dos meninos, infelizmente não tem como pedir para fazer um modelo de mandrião semelhante a um macacão, por exemplo, por não obter saias ou algo do tipo. Porém, as mamães dos meninos podem escolher peças que tenham detalhes muito semelhantes, tecidos idênticos e bordados parecidos em algum canto do traje, ou apenas escolher um traje totalmente claro com pouco detalhes da mesma cor se você for aquela mamãe mais simples e não gosta de muita coisa.

Ufa! Realmente, o mandrião é muito importante para o batizado e para a história da igreja católica, até mesmo nos dias de hoje. Por mais que seja uma peça que há valores e significados muito importantes, não há problemas se quiser escolher trajes comuns como vestidos e conjuntos sociais, pois esse traje não deixará de representar a pureza e inocência do menino ou da menina.

O importante jamais serão as vestes, apesar delas contarem muito, mas sim a emoção e o clima abençoado que fará a ocasião se tornar única e inesquecível, principalmente se a presença do Espirito Santo estiver nítida no lugar, aí o momento se torna indescritível!

WhatsApp chat